Um aplicativo é responsável por metade de todos os malwares no macOS

Um aplicativo é responsável por metade de todos os malwares no macOS

16 de novembro de 2022 Off Por MasterYa

Uma empresa de segurança descobriu que mais da metade de todos os malwares detectados em computadores Mac foram causados ​​por um aplicativo.

Isso foi de acordo com um relatório que eles produziram, diz Elastic Security Labs. As estatísticas de infecção por malware indicam que mais Macs do que PCs são alvos de hackers. Estatísticas adicionais sobre a proporção de infecções por malware do Linux e do Windows mostram que os sistemas da Microsoft são mais comumente afetados.

 

Uma grande parte dos computadores infectados executa o Microsoft Windows; 39,4% dos computadores Linux e 6,2% dos Macs têm malware. Por fim, o Mackeeper é o único software com malware direcionado especificamente para um computador Mac.

 

Fontes adicionais de informação podem  encontrar em leitura adicional. Os brasileiros usam a tecnologia 90% do tempo com sua biometria. A Apple acusada de violar a privacidade de seus usuários ao vazar informações pessoais.
Carteiras FTX fhackeadas e milhões de dólares desapareceram.

 

A ZeoBIT criou o software MacKeeper relacionado à Apple.

No entanto, agora é gerenciado pela Clario Tech, que supervisiona a criação e distribuição do programa. A Elastic informou que mais de 13 milhões de usuários vazaram dados por meio de seu software em 2015.

 

Além disso, hackers mal-intencionados criaram novas formas de software MacKeeper para usar contra os dados das pessoas.

 

O software Mackeeper monitora e otimiza os recursos do macOS. Seu objetivo secundário é ajudar os usuários de Mac, permitindo que eles monitorem processos e arquivos aos quais o software tem acesso.

 

Infelizmente, muitos adversários abusam desse software acessando arquivos e processos aos quais ele tem acesso. Estudos de laboratório da ES descobriram que 80,5% das ameaças eram programas Trojan e 11,3% eram criptomineradores. O Elastic Security Lab lista alguns dos perigos aqui.

 

  • fonte: olhardigital.com